JAMIE REIGLE, CEO DA FORMULA E, EM ENTREVISTA EXCLUSIVA À ELEVEN

By 27/01/2022Formula E

O canadiano Jamie Reigle, que após o final da temporada de 2018/19 do ABB FIA Formula E Championship foi nomeado como novo CEO da Formula E, enquanto o fundador do campeonato, Alejandro Agag assumiu a função de Chairman, deu uma entrevista exclusiva à ELEVEN, onde, entre diversos temas, falou sobre António Félix da Costa, o piloto português que se sagrou campeão na sexta época e alcançou a oitava posição no mundial de Formula E na época passada, sobre a atualidade e ambições para o futuro da Formula E e sobre a eventualidade de se realizar um E-Prix em Lisboa.

Sobre o piloto português António Félix da Costa

“Eu estou apenas na minha terceira temporada, mas penso que foi por isso que todos no paddock, toda a comunidade da Formula E ficou tão feliz pelo António, porque ele está presente desde o início. Ele fez grandes corridas e teve anos bons, mas também passou por alguns momentos difíceis e sabemos que é assim no desporto. Mostras resiliência e consegues ultrapassar os maus momentos. Às vezes, quando és atleta e os teus rivais te vencem não ficas propriamente satisfeito, mas no caso do António, e isso só mostra que ele é mesmo boa pessoa, todos os pilotos ficaram muito felizes por ele porque ele sempre foi muito dedicado e trabalhou bastante durante este tempo todo”

Sobre a Formula E hoje e a ambição para o futuro

“A nossa ambição é tornarmo-nos naquilo que eu chamo um “desporto de primeira linha”. Queremos que os melhores pilotos, as melhores equipas, os melhores construtores queiram estar no desporto, que os fãs de todo o mundo estejam a ver na televisão ou nos seus dispositivos móveis e estejam a falar da Formula E. Esta não é a nossa realidade hoje. Temos algumas mais valias, somos 100% elétricos, corremos em algumas das cidades mais icónicas no mundo, temos grandes pilotos, grandes equipas, mas precisamos de subir até ao próximo nível e, para fazer isso, precisamos de ter credibilidade desportiva. Tens de garantir que és um desporto de primeira linha, ou seja, o melhor piloto, homem ou mulher, a melhor equipa consegue chegar ao topo. O desporto é isto. Qualquer um pode ganhar em qualquer circunstância, ou seja, um grande piloto pode perder para um piloto menos famoso, mas não por causa das regras do desporto, tem de ser porque aquele indivíduo está a ter o melhor dia da vida dele. Isto é desporto, vês isso no futebol, vês isso nos outros desportos. Portanto, quando olhamos para o nosso produto, pensamos “temos estas condições na Formula E?” E o que verificamos é que o nosso formato de qualificação é imprevisível, o que é bom no desporto, mas talvez seja demasiado aleatório. Então, como é que podemos criar condições para que, de forma consistente, o piloto e a equipa que estão a ter melhor desempenho avancem para o topo da grelha? Todos os atletas querem isto, querem competir com os melhores e querem vencer os melhores.”

Sobre a eventualidade de se realizar um E-Prix em Lisboa

“O que é que é preciso para receber uma corrida? Nós corremos em cidades, este é o primeiro aspeto importante. Estamos em Lisboa, é uma cidade lindíssima, junto ao mar, algumas ruas com bastante história, mas também se consegue ver algum desenvolvimento e muita modernidade também. Tem adeptos apaixonadíssimos, eu sei através da minha passagem pelo futebol com o Cristiano (Ronaldo) e o Bruno (Fernandes), vocês têm uma paixão imensa pelo futebol e são também apaixonados pelo automobilismo e nós somos uma vertente nova do automobilismo, portanto, se conseguíssemos conquistar esses adeptos portugueses de automobilismo com uma corrida ao vivo, isso seria a cereja no topo do bolo, se todos vós conseguissem ver o António (Félix da Costa) a celebrar com a bandeira portuguesa em Lisboa. Vamos tentar, haverá condições de certeza.”

 

Todas as etapas do ABB FIA Formula E World Championship 2022 serão transmitidas em direto na ELEVEN e acompanhadas, em direto e em português, pela equipa FORMULA E ELEVEN, conduzida por Beatriz Manaia, com Miguel Roriz na narração e Henrique Chaves nos comentários, que vai fazer a antevisão e análise de todas as corridas, nos programas de Pré e Pós E-Prix, em estúdio dedicado e criado exclusivamente para a Formula E.

O melhor do desporto é na ELEVEN. Passe Semestral por apenas €9,99/mês durante 6 meses. A subscrição está disponível até 28 de fevereiro, em todos os operadores de Canais Pay-TV (MEO, NOS, NOWO e VODAFONE) ou em Elevensports.pt

#ByTheFans #ForTheFans #FormulaEELEVEN #VamosAntonio