FÓRMULA 3 PRECISA DE CONFIRMAR SINAIS DA ÁUSTRIA

By July 11, 2019Fórmula 3

As primeiras duas provas da nova Fórmula 3 foram dominadas pela Prema que ganhou as quatro corridas, duas com Robert Shwartzman e outras duas com Jehan Daruvala. Mas a passagem pela Áustria pode ser o ponto de viragem na temporada, com a formação italiana a não ganhar nenhuma corrida, embora Shwartzman tenha cortado a meta em primeiro na segunda corrida, mas foi depois penalizado devido a um incidente com o companheiro de equipa Marcus Armstrong.

Na linha da frente para voltarem a derrubar a equipa líder do campeonato estão os vencedores na Áustria, Juri Vips e Jake Hughes, Pedro Piquet, que conseguiu dois pódios em França, e os homens da ART que precisam de reagir a dois fins-de-semana para esquecer.

Vips foi a figura da primeira corrida conseguindo sempre controlar a concorrência embora fosse quase o único piloto que não podia utilizar o DRS. Na segunda, Jake Hughes fez a corrida inteligente, deixando que Armstrong e Shwartzman se envolvessem numa batalha titânica que acabou mal para os dois e que deixou o britânico com o degrau mais alto do pódio.

Pedro Piquet podia ter lutado pela vitória na segunda corrida, tal tinha acontecido em França, mas fez um pião logo na fase inicial e caiu para o final do pelotão. Em Inglaterra tem a oportunidade da vingança.

Altos e baixos tem tido Nico Kari que tem ido do melhor ao pior. Se estiver como em Barcelona pode ser uma das figuras, agora se for o Kari de Paul Ricard e do Red Bull Ring vai passar incógnito por Silverstone.

Nas outras equipas a pista austríaca deixou alguns sinais de retoma que precisam de ser confirmados agora em Inglaterra, num traçado outra vez muito rápido em que a afinação do chassis para as curvas rápidas, com a sequência de Maggotts e Becketts a serem de primordial importância.