MADRID SERÁ A CAPITAL INGLESA POR UM DIA

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text]De loucos. Não há outra expressão para descrever aquilo que foram os dois jogos da 2ª mão da UEFA Champions League. Foram provavelmente as mais espectaculares e emocionantes meias finais da competição, com duas reviravoltas épicas, em jogos de cortar a respiração.

E se há dois dias era improvável uma final inglesa, essa será a realidade em Madrid no próximo dia 1 de junho. A capital espanhola transformar-se-á na nova capital britânica. Um pouco à imagem do que aconteceu com Lisboa, em 2014, ou Milão em 2016, quando os dois grandes de Madrid fizeram da capital portuguesa e da cidade italiana um novo território espanhol por um dia.

Adivinha-se mais um jogo espectacular e imperdível, com dois velhos conhecidos da Premier League, que estão afastados do título inglês há várias décadas. Na Champions, o Liverpool tem um historial muito superior, com cinco títulos, o último dos quais em 2005, frente ao Milan, também num jogo frenético, que terminou com os Reds a vencerem nos penalties, depois de improvável recuperação quando o resultado ao intervalo era favorável ao gigante italiano por 3-0. O empate a três no final levou aos pontapés de penalty onde os ingleses foram mais felizes.

Esta será a segunda final totalmente inglesa, depois do Manchester United e Chelsea se terem enfrentado em 2008 em Moscovo, com a vitória a sorrir para a então equipa de Cristiano Ronaldo, que levou a melhor também nos penalties, após empate a 1.

Aqui ficam todos os golos desta 2ª mão, antes de revelarmos os principais dados de cada partida:

 

 

Liverpool-4 Barcelona-0

  • O Liverpool chegou à sua nona final da Champions – apenas o Real Madrid (16), o Milan (11) e o Bayern de Munique (10) alcançaram mais.
  • O Liverpool é a primeira equipa inglesa a chegar à final da Champions em anos consecutivos desde o Manchester United (2008 e 2009).
  • Esta foi apenas a quarta vez que uma equipa recuperou de uma desvantagem de três golos da primeira mão da Liga dos Campeões para seguir em frente. O Barcelona é o denominador comum da última vez que isso tinha sucedido (última temporada contra a Roma).
  • O Barcelona foi eliminado em três das suas últimas quatro presenças nas meias finais da Liga dos Campeões.
  • O Barcelona sofreu a derrota mais pesada de todos os tempos contra uma equipa inglesa em todas as competições europeias.
  • O lateral Trent Alexander-Arnold soma 14 assistências em todas as competições desta temporada, mais do que qualquer outro jogador do Liverpool.
  • Divock Origi marcou os seus primeiros golos na Liga dos Campeões e, ao conseguí-lo, tornou-se no 50º jogador diferente a marcar golos na competição pelo Liverpool (excluindo autogolos).
  • Foram 122 os segundos que mediaram os dois golos de Georginio Wijnaldum frente ao Liverpool, o seu primeiro bis em todas as competições pelo Liverpool.
  • Georginio Wijnaldum é o primeiro jogador do Liverpool a marcar duas vezes num jogo da Champions League vindo do banco de suplentes desde Ryan Babel contra o Besiktas em 2007. Ele é também o primeiro suplente a marcar duas vezes num único jogo contra o Barcelona na competição.
  • Lionel Messi rematou (5) ou assistiu (3) para todos as oito tentativas de golo do Barcelona contra o Liverpool nesta partida. Em baixo a reportagem exclusiva da Eleven Sports que teve uma câmara dedicada a seguir todos os movimentos do astro argentino.

 

 

Ajax-2 Tottenham-3

  • O Tottenham chegou à final da Champions pela primeira vez. Os Spurs são apenas a segunda equipa da história da Liga dos Campeões a perder o primeiro jogo da meia final em casa e avançar para a final – o outro foi o Ajax em 1995-96 contra o Panathinaikos.
  • A final da Liga dos Campeões de 2019 será apenas a terceira grande final europeia da história a contar com duas equipas inglesas, depois da final da Taça UEFA de 1972 (Spurs vs Wolves) e da final da Liga dos Campeões de 2008 (Man Utd vs Chelsea).
  • Duas das seis ocasiões na história da Champions em que uma equipa perdeu o primeiro jogo da meia final e avançou para a final foram Liverpool e Spurs nesta temporada.
  • O defesa do Ajax, Matthijs de Ligt, tornou-se o quarto jovem a marcar numa meia final da Champions, depois de Nordin Wooter (1996, Ajax), Obafemi Martins (2003, Inter de Milão) e Kylian Mbappé (2017, Mónaco).
  • As equipas inglesas já recuperaram de desvantagens de 2 ou mais golos em sete ocasiões na história da Liga dos Campeões – quatro vezes mais do que os clubes de qualquer outro país. Sendo que quatro das últimas cinco ocasiões em que se verificaram estas reviravoltas, foram protagonizadas por equipas inglesas.
  • O Tottenham será a oitava equipa inglesa diferente a participar numa final da Champions, depois de Arsenal, Aston Villa, Chelsea, Leeds United, Liverpool, Manchester United e Nottingham Forest; a Inglaterra teve mais equipas diferentes na final da competição do que qualquer outra nação.
  • Dusan Tadic, do Ajax, participou em 55 golos em 54 partidas em todas as competições desta temporada (34 gols, 21 assistências).
  • Os Spurs foram a primeira equipa a recuperar de uma desvantagem de dois golos para vencer a meia final da Liga dos Campeões desde o Manchester United em 1999 contra a Juventus.
  • O Ajax não venceu nenhuma das últimas oito partidas da Liga dos Campeões em casa (4e 4d), uma série que só encontra paralelo em 1996.
  • Lucas Moura, dos Spurs, é apenas o quinto jogador a marcar três golos na meia final da Liga dos Campeões, e o primeiro desde Cristiano Ronaldo, em maio de 2017, pelo Real Madrid contra o Atlético de Madrid.

DADOS: Opta Facts[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]