TUDO EM ABERTO PARA A 2ª MÃO

By 11/04/2019ELEVEN
[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text]A primeira mão dos quartos de final da Champions League ficaram marcados por muito equilíbrio e a certeza que apenas na próxima semana haverá decisões. Três vitórias e apenas um empate mas nenhum resultado desnívelado o suficiente para supor que seja impossível virar a eliminatória.

O resultado mais desequilibrado acabou por ser o Liverpool-Porto, com os reds a levarem uma vantagem de dois golos para o Dragão, apesar da boa réplica dos azuis e brancos que nunca se deram por vencidos e viram mesmo Marega desperdiçar um punhado de oportunidades que poderiam ter deixado a equipa lusa mais próxima do apuramento. Contudo, o FC Porto mantém a esperança na reviravolta e certamente procurará um golo cedo para poder reentrar na eliminatória.

Também na terça, o duelo entre ingleses, Tottenham e Manchester City, trouxe uma meia surpresa, com os Spurs a vencer por 1-0, com um golo do coreano Son já perto do final, depois de Aguero ter desperdiçado uma grande penalidade no início da partida para os citizens. Um resultado que dá vantagem aos homens de Pocchettino mas que deixa o amargo de boca de ter perdido Harry Kane, provavelmente para o resto da temporada.

Ontem, foi a vez de Cristiano Ronaldo e João Cancelo serem protagonista na Juventus, no empate a 1 em Amsterdão frente à equipa sensação da Champions, o Ajax, que depois de eliminar os tricampeões Real Madrid, voltaram a dar água pela barba a outro favorito. A Juventus passou por muitas dificuldades desde o primeiro minuto e o resultado acaba por lhes ser lisonjeiro uma vez que os holandeses foram quase sempre superiores e estiveram perto do golo por várias vezes. Mas quem tem Ronaldo tem quase tudo e o goleador português não perdoou à beira do intervalo após fantástica assistência de Cancelo. Porém, logo no primeiro minuto do segundo tempo, Neres empatou após o um erro do lateral luso fechando o resultado. Apesar da supremacia do Ajax, a melhor oportunidade esteve no pé esquerdo de Douglas Costa, regressado de lesão, que atirou ao poste. A Juventus parte em vantagem para o jogo em Turim mas desengane-se quem pensa que a eliminatória está entregue pois este Ajax parece capaz de tudo.

Por fim, o Barcelona levou a melhor sobre o Manchester United em Old Trafford, num jogo pouco exuberante, onde um autogolo de Luke Shaw deixou os culés em boa posição para resolver a eliminatória em Camp Nou. Mas depois da reviravolta inesperado dos red devils em Paris na eliminatória anterior, é melhor ninguém considerar que o United está fora, até porque o estádio dos catalães é mítico para os ingleses pois foi ali que conseguiram a épica vitória com dois golos nos descontos frente ao Bayern de Munique na final da Champions em 1999.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]