O GRANDE DESAFIO DE CRISTIANO RONALDO

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text]A primeira semana da 2ª mão dos oitavos-de-final foi emocionante, mas ainda estamos a meio. Esta terça e quarta mais quatro jogos que se adivinham imprevisíveis e com muitos motivos de interesse. Aqui ficam os principais dados das quatro partidas:

 

Dia 12 (Terça-feira)

Juventus-Atlético Madrid (Eleven Sports 1, 20h00)

  • 81% das equipas que venceu por 2-0 em casa na primeira mão na fase a eliminar da Champions seguiu em frente. Mas nos últimos quatro anos, por três vezes as equipas que venceram por esse resultado acabaram eliminadas.
  • O Atlético de Madrid é a besta negra da Juventus pois são a equipa que mais vezes defrontaram sem nunca conseguir uma vitória. Nos três confrontos anteriores perderam dois e empataram um. E nem sequer um golo lograram. Em 31 remates nos três jogos, zero bolas no fundo das redes.
  • Com Simeone ao leme, o Atlético de Madrid não perdeu qualquer jogo contra opositores italianos, num total de 5 vitórias e 2 empates. E só sofreu um golo em sete jogos, numa vitória por 4-1 sobre o AC Milan em 2014.
  • A Juventus leva duas derrotas seguidas na Champions, se perder esta terça-feira será a primeira vez que sofre três desaires consecutivos na história da competição.
  • Porém, o Atlético não tem um registo muito positivo nos jogos fora recentemente. Apenas uma vitória nas últimas sete deslocações em jogos a eliminar da Champions, quando levaram a melhor em Leverkusen por 4-2 em 2017.
  • Na presente edição, a prestação dos colchoneros fora de portas também tem deixado muito a desejar. Apenas oito remates e um total de 2 golos. Apenas o Liverpool tem um registo mais fraco, com 5 remates e 1 golo marcado fora de Anfield.
  • A Juventus sofreu seis dos últimos sete golos em lances de bola parada na Champions League.
  • Cristiano Ronaldo tem 22 golos marcados em 32 jogos contra o Atlético de Madrid. Apenas o Sevilha e o Getafe têm mais golos sofridos do internacional português. Porém, o avançado madeirense só faturou na Liga dos Campeões uma vez esta temporada. Apenas por uma vez, em 45 remates, Ronaldo conseguiu marcar.
  • Do lado contrário, 58% dos golos de Morata aconteceram na fase a eliminar da Champions (7 dos seus 12 golos na prova), a maior percentagem de entre os 20 espanhóis que têm mais de 10 golos na competição na fase a eliminar.

Manchester City-Schalke 04 (Eleven Sports 2, 20h00)

  • Todas as equipas que marcaram três golos fora na primeira mão seguiram em frente para a fase seguinte da prova quando na fase a eliminar.
  • O City bateu o Schalke 04 nas últimas três ocasiões em que se defrontaram. E apenas por uma vez nas últimas dez partidas contra alemães, os ingleses do City perderam um jogo. Já o Schalke, tem só uma vitória nos últimos nove jogos na fase a eliminar da Champions.
  • O Manchester City perdeu os últimos dois jogos no Ettihad na fase a eliminar da Champions, com Basel e Liverpool no ano passado.
  • Pep Guardiola tem um currículo incólume contra o Schalke em todas as competições na sua carreira de treinador, com cinco vitórias e dois empates nas sete vezes que jogou contra a equipa alemã.
  • Bentaleb marcou três dos últimos quatro golos do germânicos na Champions, todos de penalty. Se marcar novamente da marca de penalty será o primeiro a fazê-lo em três jogos consecutivos desde Thomas Muller em 2014-15.
  • Já Sergio Aguero, se marcar esta terça, marcará pelo quatro jogo seguido na competição o que a acontecer será a primeira vez para o avançado argentino.
  • O Schalke marcou em todos os três últimos remates enquadrados na prova.

Dia 13 (Quarta-feira)

Bayern Munique-Liverpool (Eleven Sports 1, 20h00)

  • 68% das equipas que empataram fora a zero na primeira mão seguiram em frente na fase a eliminar da Champions (21 de 31 equipas).
  • Apenas por uma vez o Bayern de Munique conseguiu bater o Liverpool em oito jogos nas competições da UEFA (5 empates e 2 derrotas), foi em 1971 com uma vitória por 3-1 em Munique.
  • A última vez que se tinham enfrentado foi em 1980/81, nas meias-finais, com os ingleses a passaram com um empate a um na Alemanha, depois de nulo no jogo da primeira mão. Acabariam por conquistar o troféu frente ao Real Madrid.
  • Os alemães não fizeram um único remate enquadrado na primeira mão, um registo negativo que não encontra paralelo para o Bayern desde Maio de 2015 em Camp Nou.
  • Se os alemães passarem, será a oitava vez seguida. A última vez que o falharam foi em 2010/11 contra o Inter de Milão.
  • O Bayern apenas não marcou em casa por uma vez nos últimos 26 jogos caseiros na Champions League. Foi contra o Sevilha, num nulo nos quartos-de-final, na temporada passada.
  • O Liverpool perdeu os últimos quatro jogos fora na Champions, com três golos marcados contra 9 sofridos. Nunca os reds perderam por cinco vezes seguidas na prova. E este ano só marcaram uma vez, numa grande penalidade convertida por Milner, contra o PSG.
  • Robert Lewandowski marcou 23 golos nos últimos 22 jogos na Allianz Arena na Champions. Dos quais 9 nos últimos 10 jogos a eliminar.
  • Se Neuer jogar, será o 100º jogo na Champions, sendo o sexto guarda-redes a ultrapassar esta marca depois de Iker Casillas, Buffon, Cech, Valdés e Kahn.

Barcelona-Lyon (Eleven Sports 2, 20h00)

  • 68% das equipas que empataram fora a zero na primeira mão seguiram em frente na fase a eliminar da Champions (21 de 31 equipas).
  • O Barcelona venceu os últimos três jogos em Camp Nou contra o Lyon na Liga dos Campeões, marcando 10 golos e sofrendo 2.
  • Apenas o Metz, de entre clubes franceses, venceu no estádio do Barça, no longínquo ano de 1984, por 4-1, nas competições da UEFA. Na Champions, isso nunca aconteceu e nunca uma equipa francesa saiu com a baliza inviolável nas nove ocasiões em que se deslocaram a Camp Nou.
  • As duas equipas não sofreram qualquer desaire este ano na Champions, com os franceses a empatarem os últimos seis jogos na prova, igualando AEK e Rangers no recorde de empates consecutivos na prova.
  • O Barcelona vai tentar atingir os quartos-de-final pela 12ª vez seguida, o que é um recorde da Champions. A última vez que falharam essa frase da prova foi em 2006/07 contra o Liverpool, por sua vez, o Lyon não chega a essa fase desde 2009/10.
  • Desde a derrota por 0-3 com o Bayern de Munique em 2013, os culés têm 26 vitórias em 29 jogos caseiros na Champions, somando três empates nas restantes três partidas.
  • O Lyon perdeu 7 dos últimos 9 jogos na fase a eliminar da Champions (2 empates nos outros jogos) e em quatro deles saiu a zero a nível ofensivo.
  • Todos os cinco golos sofridos pelos catalães na Champions deste ano apareceram na segunda parte, três deles nos últimos 10 minutos.
  • Lionel Messi tem 60 golos em 60 jogos em casa na Champions. Porém, não marcou nem assistiu em oito dos últimos 11 jogos a eliminar no Camp Nou na prova.
  • De regresso estará Nabil Fekir, depois de ter falhado o primeiro jogo por suspensão. O médio ofensivo francês marcou nos dois jogos fora na prova esta época e não perdeu nenhum dos últimos oito jogos que disputou com o Lyon na Champions (2 vitórias e 6 empates).

DADOS ESTATÍSTICOS: OPTA[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]