O REGRESSO DE CR7 A MADRID

By February 18, 2019Liga dos Campeões

A segunda semana da 1ª mão dos oitavos da Champions começa amanhã com mais dois jogos que se esperam repletos de emoção e golos. Saiba todas as curiosidades dos quatro jogos que encerram esta 1ª mão, onde o ponto alto é o regresso de Cristiano Ronaldo a Madrid, que apenas poderá ver em direto e em exclusivo na Eleven Sports:

 

Dia 18 (Terça-feira)

Liverpool-Bayern Munique (Eleven Sports 1, 20h00)

  • O Liverpool não é um adversário de boa memória para o Bayern que em sete confrontos apenas venceu uma vez, perdendo duas e empatando 4. Na Champions, apenas se enfrentaram uma vez, nas meias-finais em 80/81, com os ingleses a seguirem para a final, que venceriam frente ao Real Madrid, por 1-0. E nem precisaram de vencer os alemães, pois valeu-lhes o golo fora no empate a uma bola, tendo o nulo sido o resultado em Anfield Road. Um terreno onde os bávaros nunca marcaram nas três visitas que ali fizeram.
  • E é precisamente em Anfield que os reds estão imbatíveis há 19 jogos consecutivos na Europa, sendo preciso recuar a 2014 para encontrar o último desaire no seu terreno sagrado, frente ao Real Madrid, por 0-3. Esta é a segunda melhor sequência sem derrotas depois de 40 jogos sem desaires entre 1974 e 1991.
  • Os alemães são uma das cinco equipas que não perderam na fase de grupos, a par de Ajax, Lyon, Barcelona e Porto. Curiosamente, as duas destas cinco que já jogaram nos oitavos perderam. E apenas uma equipa, de entre as cinco, na melhor das hipóteses, manterá o registo dado que Lyon e Barcelona se enfrentam.
  • O Bayern também está numa fase impressionante fora, com oito jogos seguidos na Champions sem derrotas, somando 5 vitórias e 2 empates. A última derrota foi no Parque dos Príncipes, por 3-0. A melhor série sem derrotas fora na prova é de 10 jogos, entre Outubro de 2012 e Abril de 2014.
  • Os bávaros são a equipa com melhor registo nas bolas paradas, somando oito golos, cinco dos quais de canto, uma estatística que também lideram.
  • O polaco Robert Lewandowski vai tentar marcar pelo quinto jogo seguido na competição, algo que nunca conseguiu na Champions. Isto num jogo onde Thiago Alcantara, Hummels, Javi Martinez e James Rodriguez farão o seu jogo 50 na prova se foram utilizados.

 

Ol. Lyon-Barcelona (Eleven Sports 2, 20h00)

  • Vencer o Barcelona será uma estreia para os franceses do Lyon que o melhor que conseguiram em seis confrontos foram dois empates. E em todos os jogos viram os catalães marcarem. O último confronto foi há 10 anos, com o Barcelona a levar a melhor na eliminatória com um score total de 6-3 a seu favor.
  • As duas equipas ainda não perderam na Champions este ano. Desde 2007/08 que não havia uma eliminatória entre equipas sem derrotas. Curiosamente, também o Barcelona figurava nessa eliminatória, na altura contra o Man. United.
  • Desde 2011/12 que o Lyon não atingia a fase a eliminar da Champions. E nas últimas seis vezes que a atingiram, ficaram pelo caminho em cinco delas. Para os culés, esta é a 15ª vez seguida que passam a fase de grupos, um registo apenas superado pelo Real Madrid.
  • O Lyon leva cinco empates seguidos na prova, se atingirem o sexto empate esta terça-feira alcançarão o AEK Atenas e Glasgow Rangers que têm o recorde da competição a este nível. Outro dado curioso é que os franceses têm uma média de posse de bola de apenas 44%, a menor entre os 16 em prova, enfrentando a segunda melhor equipa neste registo, o Barcelona, com 64%, apenas superado em 1% pelo Real Madrid. Também em golos sofridos, 11, o Lyon tem o pior registo dos 16.
  • Do lado do Barcelona, a curiosidade de apenas sofrer golos na segunda parte (5), dos quais três nos 10 minutos finais.
  • A nível individual, Memphis Depay é o jogador com mais assistência da prova (4), a par de Mbappé e Mahrez. Do lado dos catalães, nota para Messi que desde 2009 leva 90 jogos e 90 golos na Champions.

 

Dia 19 (Quarta-feira)

Atlético de Madrid-Juventus (Eleven Sports 1, 20h00)

  • As duas equipas já se defrontaram algumas vezes, mas há mais de 50 anos. O único confronto recente data da fase de grupos de 2014/2015, com o Atlético a vencer por 1-0 em casa e um nulo em Turim.
  • Com Diego Simeone como treinador, os colchoneros nunca perderam contra equipas italianas, somando quatro vitórias e dois empates. E só sofreram um golo, de Kaká, num confronto com o Milan em 2014, numa vitória por 4-1 dos espanhóis.
  • Por cinco das seis vezes que competiram na Champions com Simeone no banco, o Atlético passou a fase de grupos, apenas falhando esse objectivo na época passada, acabando por vencer a Liga Europa.
  • Nos últimos 12 jogos em casa para a Champions, o Atlético soma 7 vitórias e cinco empates, e só sofreram um golo nos últimos dez jogos no seu estádio.
  • As duas equipas são as que permitiram menos remates dentro da área na Champions este ano, seis o Atlético e nove a Juve.
  • A Juventus ganhou cinco dos últimos seis jogos fora na fase a eliminar da Champions, tendo a sua última derrota fora sido em Munique contra o Bayern, precisamente nos oitavos, em Março de 2016.
  • Griezmann marcou ou assistiu nos últimos seis jogos no Wanda Metropolitano (6 golos e 3 assistências). Nesta temporada esteve envolvido em novo golos na Champions (67%), somando 4 golos e 2 assistências. Do lado da Juve, Dybala marcou seis golos nos últimos sete jogos na prova, mais do que havia faturado nos 24 jogos anteriores, onde só marcou por cinco vezes. De referir que todos os golos que marcou na Champions (11) foram alcançados de pé esquerdo.
  • Por sua vez, Ronado está numa fase pouco habitual na Champions, com apenas um golo marcado nos últimos oito jogos da prova, quando nos oito anteriores levava um pecúlio de 11 remates certeiros. Nos últimos cinco jogos na Liga dos Campeões contra o Atlético, o goleador português apenas atingiu as redes por uma vez.
  • Allegri chegou à fase a eliminar da Champions nas nove vezes em que treinou uma equipa na prova. E já foi à final por duas vezes, mas sem conseguir levantar o tão ambicionado troféu.

Schalke 04-Manchester City (Eleven Sports 2, 20h00)

  • Apesar de ser a primeira vez na Champions, as duas equipas já se enfrentaram em duas competições da UEFA. E a única vez que foi numa eliminatória, na Taça das Taças em 1069/1970,  os ingleses levaram a melhor e venceriam pela primeira e única vez na sua história uma competição da UEFA.
  • O City leva sete jogos sem derrotas contra equipas germânicas na Champions, tendo a última derrota sido em 2014 contra o Bayern, na altura liderado, curiosamente, pelo atual treinador do City, Pep Guardiola.
  • Os alemães caíram nos oitavos nas últimas três presenças, sendo preciso recuar a 2010/2011 para encontrar a prova onde o Schalke 04 conseguiu superar esta fase, acabando por cair nas meias-finais.
  • Os germânicos não perdem em casa para a Champions há nove partidas (6 vitórias e 3 empates), apenas a dois do seu melhor registo (11) entre 2003 e 2004. Se vencerem o City esta quarta repetem o feito de 3 vitórias seguidas em casa na prova, algo que conseguiram no ano em que foram às meias-finais.
  • O Schalke é a equipa com o pior ataque da Champions entre as 16 equipas ainda em prova. E apenas um dos seis golos não aconteceu no segundo tempo. Porém, a nível defensivo, apenas sofreram nos dois jogos contra o FC Porto, um registo que apenas é superado pelo Dortmund, que só sofreu golos num dos seis jogos da fase de grupos.
  • O registo do City fora nos últimos anos na fase a eliminar da Champions está longe de ser brilhante. Cinco derrotas em oito jogos.
  • Pep Guardiola já venceu a Champions por duas vezes, ambas com o Barcelona, em 2009 e 2011. Se vencer por uma terceira vez igualará Zinedine Zidane, Carlo Ancelotti e Bob Paisley, entre os treinadores com mais Champions no currículo. O treinador catalão já chegou às meias-finais por sete vezes nas últimas nove temporadas, mas sem conseguir chegar ao jogo decisivo desde 2011.

 

DADOS ESTATÍSTICOS: OPTA