HORA DE DECISÕES

By March 5, 2019Liga dos Campeões

Chegou a hora das decisões nos oitavos-de-final da Champions League. Arrancam esta terça-feira os primeiros jogos de um total de oito que se disputarão entre esta e a próxima semana. Só há lugar para oito seguirem em frente e a luta adivinha-se renhida até ao último minuto na grande maioria dos jogos.

Hoje focamo-nos nos quatro primeiro embates, os que terão lugar entre hoje e amanhã:

 

Dia 5 (Terça-feira)

Real Madrid-Ajax (Eleven Sports 1, 20h00)

  • Em toda a história da Champions, as equipas que venceram por 1-2 fora na primeira mão dos oitavos seguiram em frente na competição. Caminho aberto para o apuramento merengue?
  • Os espanhóis levam sete vitórias seguidas em todas as competições contra o Ajax (22-3 em golos), a melhor sequência de sempre de uma equipa espanhola na UEFA contra um só opositor. A última vitória holandesa ocorreu em 1995.
  • O Ajax não passa de uma fase a eliminar da Champions desde a época 96/97, números poucos encorajadores. Curiosamente, foi frente a outra equipa da capital espanhola, o Atlético de Madrid. Curiosamente, foi nessa eliminatória que venceram pela última vez fora numa eliminatória da Champions, por 2-3, um resultado que lhe daria o apuramento.
  • O Real Madrid atingiu as meias-finais da prova nas últimas oito participações. Um recorde da competição.
  • Os campeões em título perderam 2 dos últimos cinco jogos na Liga dos Campeões em casa. Tanto quanto tinham perdido nos 48 jogos anteriores na competição.
  • Karim Benzema soma 4 golos e 4 assistências nos últimos seis jogos da Champions contra o Ajax. Em todos esses jogos ou marcou ou assistiu. Na primeira mão faturou o seu golo 6o na prova, algo que apenas Cristiano Ronaldo, Messi e Raul Gonzalez haviam conseguido.

B.Dortmund-Tottenham (Eleven Sports 2, 20h00)

  • Tal como no jogo do Real-Ajax, também o registo de 3-0 em casa na primeira mão de uma eliminatória da Champions League garantiu sempre o apuramento à equipa anfitriã. Se tal se verificar neste caso, os Spurs atingem os quartos pela segunda vez. Os ingleses levam já três vitórias seguidas contra o Dortmund na prova e o 3-0 da primeira mão representa a melhor vitória da história do clube na competição, igualando o que já havia conseguido em outras quatro ocasiões.
  • O Dortmund sofreu mais golos na primeira mão do que nos seis jogos da fase de grupos, onde apenas por duas vezes viu as suas redes serem atingidas.
  • O Tottenham leva 17 jogos na Champions a marcar, a melhor sequência de sempre dos ingleses na prova. E só por uma vez nos 31 jogos que já jogaram na Champions perderam por margem superior a dois golos, foi em 2011 frente ao Real Madrid, o que lhe dá boas perspectivas para o jogo de logo.
  • Do lado do Dortmund, o português Raphael Guerreiro marcou quatro dos últimos cinco golos da sua equipa na Champions. Já do lado inglês, o coreano Son Heung-Min leva nove golos em onze jogos contra o Dortmund em todas as competições (recorde-se que veio do futebol alemão antes de chegar a Inglaterra), fazendo do Bórussia a sua vítima preferida em toda a carreira.

Dia 6 (Quarta-feira)

FC Porto-Roma (Eleven Sports 1, 20h00)

  • Não chega a 50% o número de equipas que seguiu em frente numa eliminatória da Champions após vitória caseira por 2-1 na primeira mão (45.8%, ou seja, 11 em 24). E o Porto tem também a seu favor o ter eliminado a Roma nas duas eliminatórias em que se encontraram nas competições da UEFA.
  • Os dragões não atingem os quartos desde 2014/2015, enquanto a Roma procuram fazê-lo pelo segundo ano consecutivo, algo que aconteceu pela última vez em 2007/08.
  • Outro ponto contra os romanos é não saberem o que é vencer fora numa eliminatória da Champions desde Março de 2008 quando bateram o Real Madrid no Bernabéu. E nos últimos sete jogos da fase a eliminar somaram outras tantas derrotas.
  • O FC Porto também não tem sido feliz nos jogos a eliminar na Champions falhando somar qualquer triunfo nos últimos seis jogos que disputou nesta fase. Tendo o melhor sido um empate nesses seis jogos. E pior ainda é quando olhamos para a última vez que os azuis e brancos deram a volta a uma eliminatória da Champions. Foi em 1986, contra o Viktovice, vencendo por 3-0 no antigo Estádio das Antas depois de derrota por 1-0 na primeira mão.
  • A nível individual dois destaques do lado da Roma. Zaniolo foi o segundo mais jovem de sempre a conseguir um bis num jogo a eliminar da Champions (19 anos e 225 dias), apenas superado por Kylian Mbappé (18 anos e 113 dias). Edin Dzeko esteve envolvido em 14 golos nos últimos 11 jogos da sua equipa na Champions (10 golos e 4 assistências). Apenas não conseguiu marcar ou assistir em um destes 11 jogos.

PSG-Manchester United (Eleven Sports 2, 20h00)

  • Nunca na história da prova uma equipa que tenha perdido por 0-2 em casa conseguiu inverter a eliminatória na casa do adversário. E os parisienses apenas perderam por uma vez em casa nos últimos 16 jogos na Champions. Sendo que nenhuma equipa inglesa teve sucesso no Parque dos Príncipes desde 2004, quando o Chelsea de José Mourinho lá venceu por 0-3. Desde então, seis equipas britâncias jogaram lá sem saber o que é o sabor do triunfo. E nas últimas cinco eliminatórias entre ingleses e franceses na Champions, em quatro delas os gauleses seguiram em frente.
  • O PSG leva 35 golos marcados nos últimos 10 jogos em casa para a Liga dos Campeões, um registo impressionante a nível ofensivo, que contrasta com o defensivo, onde os campeões franceses sofreram em todos os últimos cinco jogos caseiros na prova.
  • Já do lado do United, apenas uma vitória nos últimos 10 jogos da fase a eliminar da Champions, números pouco habituais se olharmos para a década anterior. O último triunfo data de 2014 na Grécia, frente ao Olimpiacos. E o último triunfo fora foi em 2011, frente ao Schalke.
  • Se perder em Paris, o United somará o terceiro desaire seguido na competição, depois de ter perdido na primeira mão em casa e também no último jogo da fase de grupos em Valência. É preciso recuar a 2005 para encontrar idêntico registo.
  • O pior registo numa eliminatória dos homens de Manchester na Liga dos Campeões data de 1957/58, quando viram o Milan conseguir um registo nos dois jogos de 2-5. Conseguirão os pupilos de Tuchel ultrapassar este registo?
  • A jovem estrela do PSG, Mbappé, tem seis golos em sete jogos na Champions contra equipas britânicas. O jovem avançado tem 14 golos na prova, mais dois do que qualquer jogador com menos de 21 anos, sendo Benzema o segundo melhor com 12 golos até aos 21 anos.


DADOS ESTATÍSTICOS: OPTA

Leave a Reply