ROMA É CIDADE TALISMÃ PARA OS DRAGÕES

By February 11, 2019Liga dos Campões

Está de regresso a maior competição de clubes do mundo. As dezasseis melhores equipas da fase de grupos da Liga dos Campeões 2018/2019 entram na fase decisiva da competição em busca do tão desejado troféu. Dividida em duas semanas, a 1ª mão dos oitavos-de-final arranca com quatro duelos de titãs, onde são esperados muitos momentos de emoção.

 

Dia 12 (Terça-feira)

Roma-FC Porto (Eleven Sports 1, 20h00)

  • Será que à terceira a Roma conseguirá levar a melhor sobre o FC Porto? Nas duas outras ocasições em que se enfrentaram em eliminatórias a duas mãos (Taça das Taças em 81/82 e Playoff da Champions em 2016/2017), os dragões levaram a melhor e passaram à fase seguinte, sem nunca conhecerem o travo amargo da derrota.
  • Porém, nas últimas sete deslocações a Itália na Liga dos Campeões (excluindo-se a fase dos playoffs), os azuis e brancos perderam por seis vezes, com apenas uma vitória, histórica, em São Siro, por 2-3 frente ao AC Milan, num jogo épico em que Mário Jardel foi a figura em destaque.
  • A Roma atinge a fase a eliminar pela sétima vez nas suas últimas oito participações. Na época passada, venceu os seus três jogos em casa nesta fase da competição, acabando apenas por cair nas meias-finais da prova.
  • Depois de ter conquistado a Champions em 2004, o Porto apenas passou por duas vezes dos oitavos, acabando sempre por cair nos quartos de final.
  • Nos últimos cinco jogos da fase a eliminar, o FCP não venceu nenhum, sendo o melhor registo o empate em Liverpool no ano passado. No resto, soma 100% de derrotas e não marcou qualquer golo nos últimos quatro jogos nesta fase da Champions.
  • Mas este ano foram uma das cinco equipas sem saber o que é perder na Champions, estando numa série de cinco vitórias consecutivas, o seu melhor registo de sempre na competição. E estão sem perder fora há seis partidas na prova, algo que conseguiram pela última vez em 2003/2004, quando conquistariam a vitória final na Champions.
  • A Roma é, a par do Bayern e Liverpool, a equipa que ainda não marcou qualquer golo fora da área. Todos os oito golos foram marcados dentro da área.
  • Edin Dzeko leva 15 golos pela Roma na Champions League, estando a apenas 2 do mítico capitão da formação romana, Francesco Totti. Nos últimos cinco jogos em casa na prova, o bósnio soma 8 golos.

 

Manchester United-PSG (Eleven Sports 2, 20h00)

  • As duas equipas enfrentam-se pela primeira vez na sua história em jogos oficiais. Em quatro das últimas cinco eliminatórias entre ingleses e franceses na prova, os gauleses garantiram a passagem à fase seguinte.
  • Nenhuma equipa francesa conseguiu vencer em Old Trafford na história das competições europeias. Na Champions, apenas duas equipas francesas conseguiram não ser derrotadas no Teatro dos Sonhos: Mónaco (1-1) em 98 e Lille (0-0) em 2005.
  • O PSG apenas venceu um dos seus últimos 10 jogos em Inglaterra a contar para as competições da UEFA. Curiosamente, a última vitória fora numa eliminatória da Champions onde a equipa parisiense conseguiu seguir para a fase seguinte ocorreu em Londres, frente ao Chelsea, em 2016.
  • Já o United apenas venceu um dos últimos nove jogos a eliminar na Champions, frente ao Olympiakos em 2014.
  • O PSG chegou à fase a eliminar pela sétima temporada consecutiva, a melhor série atrás de Real Madrid (22), Barcelona (15) e Bayern (11). Contudo, nunca passaram dos quartos neste período, tendo caído nos oitavos nas últimas duas temporadas.
  • O PSG chega como o melhor ataque da prova aos oitavos, com 17 golos marcados. Do outro lado, o ataque do United não deslumbrou, apenas sete golos, com a curiosidade de 57% (4 dos 7 golos) terem sido apontados depois do minuto 85 das suas partidas.
  • Na sequência deste fraco pecúlio ofensivo, é sem surpresa que Old Trafford foi o estádio que menos golos viu esta temporada, apenas 2 em 3 jogos.
  • Ole Gunnar Solskjaer estreia-se na Champions League como treinador sendo a par de Pep Guardiola e de Santiago Solari, os únicos que venceram a prova como jogadores, de entre os dezasseis treinadores das equipas em competição.

 

Dia 13 (Quarta-feira)

Ajax-Real Madrid (Eleven Sports 1, 20h00)

  • Não são de boa memória para os holandeses os últimos jogos nas provas europeias com o Real Madrid, somando seis derrotas em outros tantos jogos, com apenas 2 golos marcados contra 20 encaixados. A última vitória do Ajax data de 1995, na fase de grupos, onde os de Amsterdão venceram por 2-0.
  • O Ajax foi uma das cinco equipas sem derrotas na fase de grupos. Sendo que a Arena de Amsterdão tem sido uma fortaleza a nível europeu, sem derrotas nos últimos 21 jogos (13v-7e), somando cinco vitórias em seis jogos na Champions este ano, contando com a fase de acesso.
  • 10 dos 11 golos apontados pelos holandeses aconteceram na segunda metade dos jogos, enquanto a nível de golos sofridos, quatro dos cinco golos que o Ajax encaixou tiveram origem em lances de bola parada.
  • A última vez que o Ajax passou uma eliminatória da Champions foi há 22 anos, em 96/97, quando eliminaram outra equipa de Madrid, o Atlético, nos quartos-de-final, acabando por cair nas meias frente à Juventus.
  • Já o Real, que venceu a prova em quatro das últimas cinco edições, não é eliminado da prova desde 2014/15, nas meias-finais, frente à Juventus.
  • Este é a 22ª vez consecutiva que o Real Madrid chega à fase a eliminar da Champions, um recorde na história da competição. Onde se inclui a presença nas meias-finais há oito anos seguidos, outro recorde.
  • O Real Madrid é a equipa com mais remates (120) e toques na bola dentro da área (237) este ano na Champions.

 

Tottenham-B.Dortmund (Eleven Sports 2, 20h00)

  • Esta é a terceira vez que se enfrentam nas competições da UEFA nos últimos quatro anos. Nos encontros anteriores, duas vitórias para cada lado é o balanço. Sendo que na Champions o confronto teve lugar na temporada transata, na fase de grupos, com os ingleses a vencerem em casa e fora.
  • O Dortmund marcou sempre em todos os confrontos contra os Spurs. Para os alemães, este é o quinto apuramento para esta fase da Champions nas últimas seis participações. Já para os ingleses, é a primeira vez que conseguem esse apuramento em anos consecutivos.
  • O Tottenham é a única equipa que atingiu esta fase da competição com um registo de golos negativo (-1) na fase de grupos. E de referir que todos os golos de ambas as equipas na Champions esta época (9 dos Spurs e 10 do Dortmund) aconteceram em jogadas de bola corrida. Sendo que 8 dos 9 golos dos ingleses foram marcados na segunda parte. Já os alemães são a equipa com mais golos obtidos nos derradeiros 15 minutos (5), sendo também a formação com mais golos obtidos por jogadores vindos do banco (5).
  • O Dortmund foi ainda a equipa menos batida, com apenas dois golos sofridos nos seis jogos da fase de grupos.
  • O português Raphael Guerreiro marcou quatro dos últimos cinco golos dos alemães na prova, sendo o jogador luso com mais golos na Champions nesta temporada.

 

DADOS ESTATÍSTICOS: OPTA